quarta-feira, 18 de abril de 2012

"O trem que chega é o mesmo trem da partida. A plataforma dessa estação é a vida."

Qual a graça de passar pela vida das pessoas e nao deixar sequer uma boa lembrança? 
Somos feitos de pedaços de gente. Pedaços de gente que passou pela nossa vida e nao pode ficar. Pedaço de quem foi, pra nunca mais voltar. Pedaços de quem prometeu ficar, mas teve de ir. Pedaços de quem passou com pressa. Pedaços de quem passou devagar. Pedaços de alguém que nos ensinou algo, ou algo que tivemos que ensinar. Pedaços de historias, de experiencias, de prazer e desprazer. Sendo assim, apenas nos resta guardar as lembranças, que duram mais que a permanência de muitos. Posto que da mesma forma, seguirá pedaços nossos por todos os cantos, com todos aqueles que doaram um pouco de si para nossa caminhada. Logo terminamos a vida cheios de pedacinhos de outrem, acumulados de lembranças, encharcados de saudade, e certos de que somos parte daquilo com quem dividimos nosso tempo ao longo da vida.


(Débora Oliveira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário